Posicionamento do psicanalista sobre a liminar que permite tratar homossexualidade como doença

Oswaldo Ferreira Leite Netto

Não há fundamentação psicanalítica para algo que possa ser denominado cura gay. Psicanalistas, de posse de uma teoria científica que fundamenta uma prática clínica, voltam-se radicalmente para a singularidade da vida mental de cada sujeito; nossos resultados buscados relacionam-se às verdades de cada um, para serem vividas com autenticidade, liberdade, autonomia e responsabilidade.

Freud com suas observações clínicas construiu uma teoria e esclareceu desde o início que a sexualidade humana não é natural, senão diretamente ligada à fantasia; cada um pode buscar o objeto de satisfação de seu desejo, na obtenção de seu prazer nas formas mais variadas. Do ponto de vista psicanalítico, torna-se difícil engajarmo-nos em propostas normatizadoras no tocante à busca de satisfação sexual, visto não estarmos determinados pela natureza, como no instinto que opera nos animais. A vida sexual dos humanos é independente da procriação.

Aos analistas compete esclarecer e compreender as fontes de angústia em cada um de seus pacientes e ajudar a combater forças repressivas que tolhem as buscas de prazer, a liberdade e a criatividade. O controle da moral, dos costumes e o cumprimento da lei competem a outras instâncias de nossas organizações sociais.

Oswaldo Ferreira Leite Netto é coordenador do grupo de estudos Psicanálise e Homossexualidade da SBPSP. Confira também o texto de sua autoria publicado no blog da SBPSP em 3 de março de 2017.

2 comentários

    1. Sim, participo de uma sociedade filiada à International Federation of Psychoanalytic Societies e há membros com as mais diversas orientações sexuais. A pergunta, em si, me causou surpresa e lembro de uma carta enviada a Freud por uma mãe sobre seu filho homossexual – ele disse que não há vergonha ou anormalidade na condição do filho desta, apenas um problema na sociedade e na cultura (e não na sua condição sexual). Dentre muitas outras coisas, na teoria clássica e mais simples e conhecida pelos psicanalistas, considera-se que uma das possíveis causas de uma doença psíquica grave, o delírio paranóico persecutório o fato de alguém ter recalcado sua homossexualidade.
      Saudações e obrigado pela pergunta.

      Curtir

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s